terça-feira, 16 de junho de 2009

não acredito mais nas flores

não acredito mais nas flores
apenas nos espinhos
não acredito mais nos sonhos
apenas durmo sozinho

a incredulidade descrente
absorvida por mim
não creio nos meios
procuro por um fim

não acredito nas rosas
e por que deveria?
se a crença cega
é também vazia

não acredito mais nas flores
que repousam no jardim
deixei de crer na sorte
deixei de crer em mim

By the way, visitem minha página no site Garganta da Serpente.

3 comentários:

aleques disse...

hahaha cobro escantei e corro pra área pra meter de magrela. não tem ruim!

Paulo Olmedo disse...

hehehe, valeu pela contribuição! \o/

Claudia Jane Maydana disse...

Só voltei a crêr nas flores quando conheci as flores do mal baudelairianas... mas, confesso, também gosto das flores de plástico dos Titãs... porque "as flores de plástico não morrem"...