sábado, 31 de outubro de 2009

tudo o que o amanhã me trouxe

Tudo o que o amanhã me trouxe foi um sonho desperdiçado, daqueles em que se acorda no momento em que se tem certeza que seria grande coisa, porém, no entanto, não se tem lembrança exata do que se perdeu. Tudo o que o amanhã me trouxe foi o salivar desesperado a que se é submetido no momento em que se descobre que o sorvete de morango, não se sabe por que motivo, acabou. Tudo o que o amanhã me trouxe foi a surpresa desagradável que se tem quando se descobre que o livro que se tanto queria, cujos níqueis suados que o pagariam estão no seu bolso surrado, está esgotado. Tudo que o amanhã me trouxe foi a recusa impensável daquele amor que se desprezava e que, de um momento pra outro, passou a ser indispensável, mas que, sabe-se lá por que, não mais o quis. Tudo que o amanhã me trouxe foi a queda de energia no exato momento em que se terminava um texto e que ingenuamente não havia sido salvo anteriormente e, justamente por isso, ficou pra sempre perdido. Tudo o que o amanhã me trouxe são lembranças pérfidas que teimo em trazer à tona pra não esquecer dos erros que ainda vou cometer.

4 comentários:

Anônimo disse...

É meu velho, as vezes o amanhã é incerto. Só não te esquece que somos nós quem arquitetamos este amanhã, e o mundo gira. Nada está perdido!

abraço

Babi \o/ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Babi \o/ disse...

É a vida...masss não se preocupe: essa vida mostra tudo

Rody Cáceres disse...

muito bom, como sempre...o amanhã me trouxe o desejo de ter aproveitado melhor o ontem e a maturidade para pensar melhor sobre o...amanhã? abraços