terça-feira, 8 de setembro de 2009

mitômano

Eu vou revelar um segredo. Eu matei um homem. Foi legítima defesa, juro. Era um estuprador. Estava prestes a fazer aquilo que lhe dava prazer. Foi meio instintivo. Bati nele com uma pedra, pelas costas. Foi meio covarde, confesso. E só depois que o fiz, percebi que não havia mulher alguma. Ele estava violentando uma cachorra. Tenho certeza. Apesar de a cachorra estar apenas comendo ração, tranquilamente. Posso ter me enganado, é possível, mas já estava feito. Foi o avião que me distraiu. Um que aterrisou no meio da rua, em pleno sol das três da tarde. Engraçado como ninguém se assustou. Nem perceberam os gritos desesperados da mulher, digo, da cachorra. Mas eu sou inocente, viu? Até a Polícia disse isso. Principalmente porque não havia cadáver. Fazer o que se havia uma harpia de três metros no beco em que matei o homem? A harpia comeu ele inteiro, nem pausa pra respirar deu. Antes de sair voando me pediu segredo. E eu sou louco de contrariar uma harpia de três metros? Só estou contando isso pois algo pode acabar dando mal para mim. Ainda mais depois que testemunhei um rato matando um gato. Sardinha envenenada. O gato foi muito pato de cair na conversa mole do rato. O rato disse que tinha consciência social e o gato, por sua vez, poupou a vida do rato por pieguice. Bem feito. Bom, está ficando tarde e preciso ir ver as estrelas. É que um ET amigo meu me prometeu que vai piscar duas vezes as luzes verdes da nave dele quando passar por aqui de novo...

4 comentários:

Freak disse...

mitômano é sinônimo de "tá na pedra". só pode. gostei até, meio criativinho. mas não muito, meio fantasioso. quase que saiu um vampiro ali na historinha. ahsuaihsuihs

Paulo Olmedo disse...

Sabia que tinha esquecido de algo... :D

TheRainCloud disse...

Realmente, só faltaram vampiros e lobisomens -q o,o
d^^b

Diva Debby disse...

Gente mais sem imaginação!
Eu gostei! E o silfo, meu amigo que anda sempre comigo, gostou mais ainda.
Devolve essa galera aí pro jardim de infância e manda ler Andersen, talvez ainda sejam recuperáveis :p

Drácula manda lembranças!

Não, eu não fui sarcástica.